Mergulhe nas águas paradisíacas de Fernando de Noronha

Fernando de Noronha é mais que um conjunto de praias mais bonito do Brasil: o arquipélago de 21 ilhas é também considerado um dos destinos turísticos mais belos de todo o planeta. 

E isso tem a ver com o turismo sustentável que se pratica ali – com acesso controlado e pagamento de taxa de preservação por parte dos visitantes. A população pequena – pouco mais de 3 mil habitantes – e a distância do continente – fica a 360 quilômetros de Natal e a 545 do Recife – contribuem para que o local sofra pouco o impacto da ação do homem e mantenha uma natureza em estado quase selvagem, de praias desertas e água translúcida.

A transparência da água, aliás, é justamente a base do principal atrativo do arquipélago: o mergulho. Entre os moradores, é comum ouvir que “vir a Noronha e não mergulhar é como ir a Roma e não ver o papa”. A visibilidade de 50 metros na horizontal e o conforto de uma temperatura média na água de 26 graus estimulam o mergulho autônomo, que permite até aos iniciantes apreciar toda a beleza e a diversidade da vida marinha. Os mais inexperientes fazem em Noronha seu “batismo submarino”, acompanhados de instrutor, atingindo profundidades de, no máximo, 12 metros. Os locais mais procurados para o mergulho livre são o naufrágio do Porto de Santo Antônio, o Morro de Fora na praia da Conceição e a Baía do Sueste.

Para conhecer bem todo esse paraíso de muito sol e águas mágicas, recomenda-se separar cinco dias para a viagem, levar roupas leves, muito protetor solar e equipamento fotográfico subaquático. Uma experiência inesquecível que revela muito do Brasil intocado pela mão do homem!