Um passeio de barco pelo Sena é uma das atrações imperdíveis de Paris

Sobre a “Cidade Luz”, disse uma vez o escritor Ernest Hemingway: “Se você teve sorte suficiente para ter vivido em Paris quando jovem, então não importa aonde mais você vá pelo resto da sua vida, essa cidade permanecerá com você, porque Paris é uma festa móvel”.

Assim como Hemingway, outros escritores, músicos, atores e artistas plásticos escolheram a capital francesa como lugar para viver, encantados com a beleza romântica da cidade. O magnetismo de seus pontos turísticos é tão forte que, durante a Segunda Guerra Mundial, soldados nazistas simplesmente se recusaram a cumprir as ordens de explodir monumentos parisienses. Achavam que estariam cometendo um crime contra a humanidade – e estavam certos.

Esse encanto permanece até hoje, em atrações fascinantes como a Torre Eiffel, o Museu do Louvre, o Arco do Triunfo e a Avenida Champs-Elysées. Ou todo o charme dos cafés, onde franceses e turistas do mundo todo batem papo ou simplesmente apreciam o movimento, diante de um prato de queijos e uma taça de vinho.

Nenhum viajante pode dizer que “conhece o mundo” se jamais viu esse berço da cultura mundial, símbolo do humanismo e do “saber-viver”: Paris é mesmo uma festa.